Maceió Parte II

Taaaarde minha gente 🙂

Falando mais um pouco sobre aquele lugar maravilhoso que me deixou com vontade de voltar…

Vou falar das praias que conheci

Praia do Francês

É uma praia mais perto do centro, e a visitamos no dia do City Tour. Muito bonita e urbana. Ao chegar, paramos no restaurante e escolhemos nosso almoço (eu particularmente achei carinho, mas até que o peixe estava gostoso). E escolhemos a hora que queríamos que servissem. O mar é cercado por recifes, que ficam bem próximos, nos oportunizando a andar e tirar muitas fotos.  A paisagem é linda com vários coqueiros no pontal. No almoço tivemos música ao vivo e o cantor ainda por cima ficou me zuando HAHAHA… adorei

Praia do Gunga + Praia das Falésias

Um pouco depois da do Francês, maravilhosamente linda! Fica em uma fazenda, com vários coqueiros, um caminho belíssimo por sinal. É conhecida como uma das 10 praias mais lindas do Brasil, segundo o Guia 4 Rodas. Estava com uma chuvinha fina quando chegamos e o dia permaneceu com um mormaço, que infelizmente não possibilitou que subisse no mirante para fotografar a praia toda, apenas vi na estrada e gravei a imagem na minha memória (e comprei um cartão postal rs). Lá você tem a oportunidade de fazer dois passeios: de lancha até os recifes e os bancos de areia e o de buggy. Eu e minha mãe fizemos os dois HAHA.

O de lancha é incrível, os recifez são lindos e o rapaz que nos levou deixou a gente pegar tirar fotos com ouriço. Dá um nervosinho porque eles ficam mexendo na nossa mão, mas só soltam os espinhos se você pisar nele. Dos bancos de areia da para ter uma visão perfeita da praia.

O passeio de buggy foi fantástico. Vai até a praia das falésias e ficamos encantadas com as falésias (dãã), pois são muitas e bem diferentes das que conheci em Tibau do Sul (RN). Depois ele nos leva para uma outra parte com um lago onde pode tomar banho em agua doce e de quebra passar argila no rosto para deixar a pele mais bonita (sério, você sente tudo puxando, tratando sua pele. E você pode levar o pacotinho por R$10,00.

Praia de Paripueira + Praia do Carro Quebrado

Mais longinha de Maceió, mas vale demais a pena. A água é rasa e a temperatura deliciosa (nem quente nem gelada). Também estava meio nublado, com um mormacinho de leve. Lindíssima e animadíssima. Você tem opções de dois passeios, mas infelizmente tivemos que optar por um só: Ida às piscinas naturais ou o passeio de lancha para a Praia do Carro Quebrado. Optamos pelo segundo.

O passeio de lancha começa divertido no ônibus com o Coisado, uma figura que vai fazendo piada o caminho todo. Você passa mal de tanto rir dele. A lancha não preciso dizer que é a cara da riqueza. E olha que fomos debaixo de chuva. A Praia do Carro Quebrado é a sexta mais linda do Brasil e você fica abobada com tamanha beleza. É deserta, sem estruturas de bar e comodidades, justamente para manter o ambiente natural. É cercada por falésias coloridas (porém bem puxadas para o laranja) e muitas pedras. Uma paz muito grande tomou conta de mim enquanto estive lá. Pena que a maré sobe rápido e não nos permite ficar muito tempo. Na volta, eles simplesmente param no mar, em meio a uns bancos de areia (com a maré já alta) e nos deixam nadar um bom tempo. E a água azul, parecendo piscina.

De volta em Paripueira, um forró pé de serra, onde você pode até subir no palco (nem preciso dizer que subi HAHA e ainda arrastei a Bruna Rennó, do blog Implosão de Sentimentos). E após, a apresentação do Lambashow, com danças folclóricas, típicas da região. Suuuuuuper animado, não deixava ninguém ficar parado.

Praia do Riacho – São Miguel dos Milagres

Longinho também de Maceió, mas digo que foi a praia MAIS LINDA de todas. Foi meu último passeio, e fechou com chave de ouro. Também tinha a opção de fazer passeio para as piscinas naturais, mas infelizmente eu já estava sem grana e quis curtir a praia também. Quem foi não se arrependeu. Essa praia você anda, anda, anda, anda, e a água continua no joelho (ou cintura se você for baixinha como eu) e para nos recifes, onde não quis pisar. E parte mais interessante: A água é morna. Nas parte mais rasinhas é até quentinha, dá vontade de deitar e ficar um tempão lá (e foi exatamente o que eu fiz). A cor da água não tem explicação. A paz reina e dá vontade de ficar lá o dia inteiro. Fiquei emocionada com tanta beleza, e não tenho mais palavras pra descrever.

Aliás, só posso mesmo agradecer a oportunidade de ter conhecido esses paraísos, esse cantinho tão abençoado nesse país (que convenhamos, é riquíssimo de belezas naturais).

Amanhã (ou segunda, não sei, acho que vou ter que sair com minha mãe amanhã) posto sobre Maragogi e encerro com a parte urbana.

Abraços alagoanos

Facebook Comments

3 Replies to “Maceió Parte II”

  1. Que lugar lindo, hein Priscila! Não fazia ideia de que Maceio tinha todas essas paisagens. Obrigada por compartilhar! Beijos!

    1. De nada querida, é tudo bem lindo mesmo… Beijinhos

  2. Ai Maceió que saudade!!! A primeira vez que visitei a praia do Francês ela ainda não era muito popular então pense esse paraíso que ela ainda é mas na versão quase que deserta hahaha
    Seus posts estão me dando muita saudade de Alagoas! <3
    Beijos!!
    Blog Amanda Hillerman

Deixe uma resposta