Meu maior ato de coragem

Ato de coragem… esse foi o tema da postagem coletiva do mês de Abril, do lindo grupo “Vai um Café?”. Difícil falar sobre isso, afinal sou tão insegura, medrosa… Refleti muito sobre o que escrever.

A verdade é que quando a gente pensa em coragem, logo pensa em saltar de para-quedas, mergulhar com tubarões ou até mesmo fazer uma viagem-louca-sem-rumo. Mas o significado da palavra em si é muito mais que isso.

Segundo o dicionário Google, coragem tem o seguinte significado:

substantivo feminino
  1. 1.
    moral forte perante o perigo, os riscos; bravura, intrepidez.
  2. 2.
    firmeza de espírito para enfrentar situação emocional ou moralmente difícil.
    “armou-se de c. para rever o amigo moribundo”

Pois bem, a gente só pensa no item 1 né? Mas o principal, a coragem para enfrentar os problemas ninguém parece se lembrar.

Mesmo insegura tive  diversos atos de coragem ao longo desses 30 anos (e com certeza terei ainda mais).

Sofri bullying durante dois anos da minha adolescência, enfrentei a situação, tive apoio da família e logo em seguida mudei de escola, fiz amigos verdadeiros que tenho até hoje e fiquei até meio sem vergonha rs. Sofri assédio moral do trabalho e levei até conseguir trocar de lotação, lembro de no final do ano levar um presente para a chefinha, não por falsidade ou deboche, mas como um pedido de paz, pagar o mal com o bem e seguir em frente.

 

Mas talvez o que muita gente não sabe é que no passado uma pessoa me magoou muito, mas muito mesmo. Por mais que hoje reconheça que nem foi tão grave assim, na época, beeem nova, eu achei. Passei vários anos remoendo aquilo, atravessando a rua, entrando em lojas para não ter que dar de cara com a criatura divina.

Bem, o tempo passou, esqueci, até revi a pessoa na rua tudo voltou. Mas a raiva se transformou em algo que não sabia o nome e me deu uma vontade danada de ir atrás conversar sobre o que aconteceu. O mais curioso era olhar para ela e perceber um olhar estranho para mim, como de culpa, remorso, arrependimento, talvez.

Como para tudo tem seu jeito, aconteceu o grande dia: minha cabeça doía, a consciência pesada e aquela coisinha estranha incomodava demais. Sentamos para conversar.

Vocês devem estar pensando que lavamos a roupa suja. Na verdade, sentamos para uma conversa informal e acabei esquecendo de tudo. Rimos horrores e foi como se nada tivesse acontecido. Se eu tenho curiosidade/vontade de perguntar o que aconteceu? Nenhuma.

Se hoje somos best friends inseparáveis? Não, mas sempre que nos encontramos na rua surgem altos papos, risadas e abraços.

Porque o perdão é assim: exige da gente, dá trabalho e é preciso muita, mas muuuuita coragem para perdoar. É amar.

Meu ato de coragem? Perdoar quem nunca teve coragem de me pedir perdão.

Ah, qual foi aquela coisinha estranha que sentia? Saudade 🙂

Beijo grande no coração de cada um. E obrigada Ju, do blog  L’explorateur pelo tema tão lindo!

Coragem para todos enfrentarem seus problemas!

 

Facebook Comments

18 Comment

  1. Nossa, Pri! Que bacana ficou seu post!
    Adorei a reflexão que você trouxe. Temos pequenos-grandes atos de coragem diariamente e acho que precisamos saber reconhecer e dar mais valor a eles.
    Sobre a sua história, realmente, perdoar muitas vezes requer coragem. Coragem pra gente deixar de lado a mágoa que alguém causou e todas as feridas que a gente mesmo apertou durante todo o tempo em que conviveu com a situação… Fizeste muito bem 🙂

    1. Obrigada pelo carinho, amiga! E cooomo requer coragem para perdoar, às vezes a gente é tão orgulhoso, pensa que não vale a pena, que a pessoa não merece, mas todos nós merecemos, até pq guardar mágoas faz mal para nós mesmos.
      Beijo grande floooor

  2. Eu amei seu texto! E me identifico!
    Tb não sou do tipo corajosa para aventuras, mas com o segundo conceito de coragem eu me encaixo, graças a Deus! Adorei a reflexão! E é incrível como toda dor passa não é verdade?

    1. Sim, muuuito incrível como passa, e no final a gente até se pergunta como pode ter guardado, ainda mais de uma pessoa tão legal rs
      Graças a Deus mesmo nos encaixamos nessa segunda definição, acho que é o que realmente importa 🙂
      Beijos

  3. Tão lindo texto, perdoar é difícil mas deixa a alma mais leve e o coração mais puro. Parabéns, perdoar é para os corajosos <3
    Amei seu texto, ainda preciso escrever o meu.
    Beijão

    1. Obrigada floor, meu coração está bem mais leve sim <3

  4. O ato de perdoar é sim muito corajoso e sempre admiro e aplaudo quem pode fazer isso, queria eu e ainda quero ter essa coragem.
    Muito bonito seu post viu
    Bjs

    1. Essa coragem é algo que a gente constroi com o tempo, eu levei anos rs
      Obrigada pelo carinho
      Bjs

  5. Perdoar além de um ato lindo requer muita coragem, principalmente quanto a outra pessoa está nessa fase orgulhosa, de também não se aproximar.
    Muito feliz de ter resolvido essa angústia que te tomava, Pri.
    Beijão!!!

    1. Sim, meu coração ficou muito mais leve. Muito bom hoje a gente se esbarrar na rua e conversar como duas pessoas normais, amigas 🙂
      Beijo grande e obrigada pelo carinho <3

  6. Se tem uma palavra o que resume o que eu sinto de ti no momento, essa palavra é ORGULHO! Admiro demais quem consegue perdoar dessa forma, eu tenho muito problema com isso na minha própria vida pessoal. Perdoar eu até consigo, mas perdoar e esquecer é algo que é demais pra mim…
    Espero que um dia eu melhore nisso, vou seguir o seu exemplo!
    Beijos

    1. Acho que perdoar nem sempre é esquecer, pq a lembrança ainda existe, só que não com dor. No início rolou um medo de me magoar de novo, mas o tempo tb foi ajudando e sempre lembro de nossos encontros. Não foi fácil, e tenho fé que um dia vc conseguirá tb, que o tempo te ajude como me ajudou a tirar mágoas. A melhor parte é lembrar e rir tendo a real certeza de que a pessoa não fez por mal, q foi sem querer, só não teve coragem de pedir desculpas, coisa q sei q aconteceu, pois acredito em sua bondade. Pense assim que conseguirá.
      Beijos flooooor

  7. Oi Pri! Sei exatamente como se sente. Esse sentimento esquisito de uma briga meio sei lá. A verdade é que tem coisas que palavras não curam, só o tempo pra curar mesmo. Se permitir perdoar e ser perdoada é um ato altruísta e muito corajoso. ♥

    1. Sim, amiga,mos o tempo pra curar. Demorou uns anos, mas curou. Ainda mais por ser com alguém q gostava tanto 😊
      Beijo grande…

  8. Todo ato que nos desafia a enfrentar algo que muito nos afeta pode ser designado como ato de coragem, e perdoar sem dúvidas é um desses atos, parabéns pela atitude!!

    1. Obrigada pelo carinho. Realmente, a gente enfrenta algo dentro de nos, ainda bem que conseguimos
      Bjs

  9. Sem dúvidas perdoar é muitas vezes um ato de coragem. Como disse no meu texto, quando envolve romper amizade ou perdoar quase sempre tende a ser uma situação complicada, pois geralmente há emoções bastante fortes envolvidas. Na época de colégio, eu e uma amiga brigamos de não nos dar bom dia durante as aulas… Ambas ficamos incomodadas com a situação por um bom tempo, mas acabaos conversando a respeito e concordando que ambas havíamos exagerado. Hoje somos amigas 🙂

    Eu, particularmente, era alvo de muita implicância no colégio, mas isso nunca chegou a me prejudicar, pois eu sempre respondia à altura hehe

    Beijos e excelente feriado!!

    1. As vezes a gente briga por um motivo tao bobo, faz uma bola de neve, e tempestade em copo dagua. Ainda bem que a gente amadurece e aprende a perdoar e nao se deixar prejudicar com essas coisas
      Bjs

Deixe uma resposta