Uma amizade sincera | Projeto Clarice-se

E o conto do mês de Maio do Projeto Clarice-se foi Uma amizade sincera.

UAU!

Como esse conto mexeu comigo!

Fonte: Pinterest

Falar de amizade me dá um friozinho na barriga rs. Tenho muita paixão pelos meus amigos, que cultivo desde os tempos de Ensino Médio. A gente fazia tanta coisa juntos… mas com o passar dos anos a coisa toda foi diminuindo, a frequencia de encontros, os papos. Mas nunca a amizade.

E exatamente isso que mexeu comigo no conto: os dois amigos, personagens da história, se conheceram no Ensino Médio e foram crescendo ao longo da narrativa, vendo-os se afastarem por questões naturais. Já não tinham as mesmas vontades, os mesmos assuntos, as mesmas experiências. Mas ainda se gostavam, queriam se ver, queriam segurar essa amizade.

Eu mesma já tentei segurar amizades durante tanto tempo, e me vi em diversas frases do conto. Inventava mil malabarismos para segurar, respeitar as diferenças, fingir que também estava gostando daquilo e que duraria para sempre. Só que não. O tempo foi dizendo que não dava mais, os caminhos já tinham se seguido diferentes e, alguns casos, nós éramos diferentes.

Esse desespero em manter a amizade no conto eu mesma já senti quando mais nova.

Como a própria Clarice disse: Amizade é matéria de salvação. A gente precisa de amigos, mas eles entram e saem da nossa vida ao longo dos anos. Uns duram pouco, outros mais tempo, cada um deixa sua marca. E, claro, temos aqueles que sabemos que sempre estarão conosco.

Isso porque, e Clarice (diva!) falou tão bem, tão delicadamente, o mais importante é saber que somos amigos, que temos amigos. Que um vai sempre poder contar com o outro, sempre. Linda demais a parte do conto em que eles se ajudam, comemoram juntos e se despedem novamente.

É isso, mesmo com vidas diferentes, um pode contar com o outro, sem precisar dessa obrigação de estar sempre juntos, como já foi tempos atrás. A gente aprende isso com a maturidade.

Fonte: Pinterest

O final do conto foi triste, confesso que achei. Mas me fez refletir sobre algo que Clarice não contava na época que escreveu: na existência das redes sociais. O que mantém eu e meus amigos unidos até hoje é poder matar as saudades com um bom dia no Whatsapp, uma foto no Facebook, marcar um encontrinho no almoço de domingo e receber notícias.

Isso tudo nos torna amigos sinceros. Sempre.

E você, tem amigos sinceros? Não deixe de ler o conto, é lindo e desejo que se emocione tanto quanto eu.

Encontrei aqui: Uma amizade sincera

Beijos no coração

15871650_348801332173570_5356675192006676059_n

Facebook Comments

Deixe uma resposta