Leilão de Jardim – Cecília Meireles

Olá! Leilão de Jardim, de Cecília Meirelles, foi a poesia escolhida para o mês de Setembro!

leilao de jardim botanico rj
Foto minha, no Jardim Botânico RJ

O motivo é mais que óbvio, ne? Setembro é mês das flores, da Primavera, cheio de belezas e poesia.

Por falar em flores, quem já viu meu último post fotográfico? Clica aqui para ver as fotos de Setembro: Flores! Projeto Fotográfico Setembro!!

Eu realmente consigo sentir a beleza da Primavera no poema. A cada detalhe, uma imaginação. Bichinhos de jardim por toda a parte, sol gostoso brilhando lá em cima e dá até para ver as cores.

Amo muito flores e a Primavera. Quem me acompanha no Instagram já deve ter percebido, de tanta foto florida que tem por lá rs. Se ainda não me segue, só dar uma clicadinha aqui: @cariocadointerior <3

Declamar esse poema é sentir a alegria, a beleza da vida na natureza, em sua forma mais simples e sublime. Do tipo que você não precisa de mais nada para ser feliz. E tem que declamar bem alto, com um sorrisão nos lábios, espalhando alegria para todos os lados.

Olha ele aqui:


Leilão de Jardim

Quem me compra um jardim com flores?
borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis
nos ninhos?

Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?

Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?

(Este é meu leilão!)

Cecília Meireles

Leilão de Jardim é um poema delicado, divertido e envolvente. Sua musicalidade transmite alegria, paz e vida.

Aaah! E não é para ler apenas, é para declamar, em voz alta, deixa pensarem que é loucura, todo mundo tem a sua rs

Quem já conhecia? Gostaram? Espero que sim.

Cecília Meireles é minha poeta preferida, grande honra poder fazer um post em homenagem a ela.

Fonte: Poemas, poesias e versos

Beijo grande no coração.

E viva a Primavera!!

 

 

Caixa mágica de surpresa – Poesia do mês! BEDA#15

Olá! Hoje tem novidade no blog! Hoje tem poesia ❤️
E Caixa Mágica de Surpresa foi a escolhida para começar

caixa magica de surpresa
Esse poema sempre foi muito especial pra mim. Ele fala de livros, do prazer pela leitura!

Eu realmente acho que um livro é mágico, que tem a capacidade de nos levar pra longe, pra qualquer lugar.

Nos faz sair da casinha, descansar a cabeça da correria do dia a dia, conhecer o mundo sem sair do lugar!

Eu inclusive já falei sobre meus hábitos de leitura nesse post aqui:Hábitos de leitura (vídeo no canal!!)

E você? Concorda que os livros tem o dom de nos fazer viajar?
E quem já conhecia Caixa Magica de Surpresa?
Beijo no coração ❤️

bCjaQgE20525499_10203527614667196_580634045942943932_nbeda

Dois degraus

Eu estou aqui em baixo

Você está ai em cima

Mas nem se preocupa

Em abaixar a cabeça

Olhar pra baixo e me ver

E quando abaixa

Não vê além de seus pés

Talvez seja por isso

Que você não entende o que eu digo

Não saiba o que eu passo

Não sinta o que eu sinto

Achei o rascunho deste poema num caderninho velho aqui em casa. Lembro mais ou menos quando escrevi, faz muuito tempo. Tinha uns 15/16 anos.

Foi porque estava conversando com umas pessoas bem ricas que ficavam debochando da gente que não tinha muito dinheiro pra comprar as coisas.

Relendo-o me fez lembrar outros episódios. Bem recentes inclusive. Pessoas que não conseguem olhar e ver nada além de seu próprio nariz. Gostam de pisar nos outros, se acham melhores.

Enfim, hoje eu com 28 anos me sinto madura o suficiente para saber dar uma banana pra esse povo e viver minha vida. Não devo nada a ninguém e sinceramente, ninguém sabe dos meus sonhos e anseios. Não quero terminar minha vida igual a esse povo, se matando de trabalhar pra encher o bolso e não ter tempo de gastar.